Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Portfólio Psicologia

Portfólio no âmbito da disciplina de psicologia

Portfólio Psicologia

Portfólio no âmbito da disciplina de psicologia

Influências genéticas e epigenéticas no comportamento

 

 

Existem dois tipos de características que se transmitem geneticamente dos pais para os filhos: comuns à espécie; próprias de cada um;

 

Hereditariedade individual: conjunto único de características herdadas por um indivíduo e que o distingue de todos os que integram a sua espécie.

Hereditariedade específica: transmissão à geração seguinte das características comuns aos indivíduos de uma espécie que os diferenciam de todas as outras;

 

Surge uma questão: Será que se pode falar com determinismo genético? Estará tudo determinado em nós?

-A tese do determinismo genético é inustentável já que coloca em causa todas as formas de escolha. A hereditariedade não faz tudo sendo necessário um ambiente e um meio adequado para que as potencialidade que herdámos se manifestem.

 

Qual é então o peso da hereditariedade e do meio?

images (4).jpg

 

 

Genótipo: conjunto de genes que constituem o património hereditário de casa um. Código genético. Não são caracteres visíveis mas elementos químicos que poderão vir a originar determinados caracteres.

Fenótipo: conjunto de características físicas e comportamentais que se manifestam como resultado do genótipo com o meio.

Relativamente ao papel da genética na determinação das características individuais há duas posições:

Performismo: posição determinista do desenvolvimento em que tudo estava definido no programa pré-estabelecido geneticamente.

Epigénese: para lá dos elementos genéticos pré definidos, existem outros elementos ambientais e sociais que incluenciam as potencialidades hereditárias.

 

Impõe-se actualmente a convicção de que a hereditariedade estabelece certos limites intelectuais ao determinar o potencial genético, mas que dentro desses limites não há fronteiras fixas, sendo o meio o responsável pela sua ultrapassagem ou não.

O grau de estimulação fornecido pelo meio em interacção com o potencial genético influencia, tanto quanto podemos saber, a capacidade a que de modo pouco definido chamamos inteligência. Esta desenvolve-se, não é rigidamente fixada pela hereditariedade. 

balanca-28359 (1).jpg

 

 



Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub